A história de «o domínio dos deuses» é já longa... Vamos tentar contá-la aqui, pouco a pouco.

Tudo começou no dia 9 de Fevereiro de 1986, na extinta Rádio Clube do Minho. Duas horas de emissão, das 22h às 24h, nas noites de quinta-feira. Esse hábito semanal durou até ao final de 1988, altura em que a «lei da rádio» viria a regulamentar a divisão harmónica do éter nacional, condenando a Rádio Clube do Minho ao desaparecimento.

Na génese de «o domínio dos deuses» esteve uma enorme paixão pela música e a ânsia de divulgar nomes que, na altura mais do que agora, eram de muito difícil acesso, dada a reduzida dimensão do nosso mercado e a falta de aposta dos importadores nacionais.

Este objectivo primário de dar a conhecer «o outro lado» da produção musical, de extrema qualidade mas de rara divulgação (as políticas comerciais das editoras assim o ditam), mantém-se, ainda hoje, perfeitamente intacto e é a principal força motriz do programa.

Quando a Rádio Clube do Minho antevia já um futuro pouco prometedor «o domínio dos deuses» começou a ocupar um espaço nas emissões experimentais da Rádio Universitária do Minho, que começava a surgir como candidata a uma frequência legalizada. Nesta fase, a equipa que tinha começado com três pessoas e que, entretanto, estava já reduzida a duas, decidiu dividir as suas actividades, o que viria a originar dois programas autónomos, assim que a RUM viu a sua frequência legalizada e começou a emitir. Estavamos em Julho de 1989 e «o domínio dos deuses» e os «Jardins de Pedra» faziam parte da primeira grelha de programas da RUM.

De então para cá sempre fizemos parte da particular aposta editorial da RUM, que concede total liberdade a quem produz os chamados «programas de autor». E é aqui que nos sentimos bem e onde temos marcado presença junto dos ouvintes da «universitária», com grande incidência nos estudantes. Com isto já fomos capazes de dar a conhecer a centenas de pessoas outras realidades musicais e outras formas estéticas de arquitectar os sons, sem qualquer tipo de barreiras nem preconceitos quanto a géneros ou proveniências.

As formas e presença de «o domínio dos deuses» tem variado ao longo dos anos. Já estivemos convosco 2 horas por dia, de segunda a sexta, na nossa presença mais vincada na grelha de programas e, com muitas mutações pelo caminho, surgimos nesta altura com 2 horas semanais, que acabam por ser 4, dada a repetição da emissão.

«O domínio dos deuses» é, nesta altura, o programa mais antigo da RUM. O orgulho que sentimos não se deve ao feito em si, mas à genuinidade e total integridade do entusiasmo inicial. Continuamos a procurar na «contra-luz» da produção musical os sons que achamos valer a pena dar a conhecer, e por cada novo membro que ganhamos para esta causa sentimos que o nosso tempo, junto a vós, tem valido a pena.

A nossa história vai continuar. Contamos que, com esta nossa presença na web, vocês nos ajudem a escrevê-la...

Pedro Portela

Queremos que as nossas emissões sejam também vossas. Por isso, aceitamos sugestões, ideias, mensagens ou simplesmente pedidos de destaque a este ou aquele tema, este ou aquele disco, este ou aquele grupo. Usem e abusem deste meio de contacto:

Para contacto postal, eis o nosso endereço:
o domínio dos deuses
Apartado 1076
EC S. Victor
4711-908 Braga
Portugal

 

 

 
Nome:
E-mail:
Deseja:
Mensagem:  
   
   

Sim, quero receber a newsletter semanal de «o domínio dos deuses», para ficar a saber com antecedência o que se vai passar nas emissões.

Tomei conhecimento que o meu endereço de e-mail será mantido confidencial e não será usado para outro fim que não este e que »o domínio dos deuses« não partilha a informação recolhida com terceiros e não a utiliza senão para o envio da newsletter.

   
   
 
www.rum.pt www.sensoria.pt