A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: LCD Soundsystem
Título: LCD Soundsystem [Ltd]
Ano: 2005
Editora: DFA Records
Formato: 2CD
Obs: Disco extra c/ todos os singles anteriores

O plano de conquista planetária dos LCD Soundsystem passa pela aliança compulsiva entre a atitude certa, no tempo adequado, e um charme negligente que decorre da adopção sintética de uma música contruída através de processos simples, que fundem a anarquia estética com a idiossincrasia dos ritmos. E a verdade é que essa articulação assenta como uma luva num momento musical que amplia o seu olhar sobre os resquícios fervilhantes dos anos 80, altura em que a palavra «independente» não se confundia com manobras de marketing, consistindo mesmo um dos exemplos mais bem conseguidos da actualização de propostas estéticas alternativas, fundantes de novos géneros e manifestações artísticas de origem popular.

Chegamos assim ao álbum estreia do projecto de James Murphy e Tim Goldsworthy, simultaneamente epicentro e corolário da actividade agitadora da equipa produtora conhecida por DFA, com extensões vitais no seu braço editorial, a DFA Records. Foi através dessa intensa actividade de fusão de uma linguagem radicalizada, parente-próximo do punk, e do pulsar rítmico do funk, que nos foram chegando propostas apaixonadas materializadas em música, como The Rapture, The Juan Maclean, Delia Gonzalez e Gavin Russom e, evidentemente, os LCD Soundsystem.

O longa-duração surge na sequência dos singles que o antecederam, incluídos na íntegra numa edição limitada deste álbum composta por 2 CD - um contendo o alinhamento da edição «normal», o outro com os 7 temas antes editados. O mínimo múltiplo comum dos diversos temas aqui presentes é um apelo dançante gritado pelas construções rítmicas. É sobre esse pressuposto que todo o disco se desenvolve, ora radicalizando energicamente o discurso, ora deixando que se desenhem movimentos mais lentos, guiados por síncopes melodiosas. Desse modo conseguem vislumbrar-se as influências mais marcadas que os LCD Soundsystem convocam, nesta sua síntese articulada do novo com o velho: the Fall, New Order, A Certain Ratio, Public Image Ltd e... Pink Floyd.

Com tudo isto estamos perante um disco eficaz, sem ser eloquente; sedutor, sem ser elegante; e refrescante, sem que as suas ideias sejam frescas. Um caso notável de inteligência e de perspicácia musicais, que consegue baralhar as cartas de um jogo com regras bem definidas. Quem sobe a parada?

     
Temas   Disc: 1
1. Daft Punk Is Playing At My House
2. Too Much Love
3. Tribulations
4. Movement
5. Never As Tired As When I’m Waking Up
6. On Repeat
7. Thrills
8. Disco Infiltrator
9. Great Release


Disc: 2
1. Losing My Edge
2. Beat Connection
3. Give It Up
4. Tired
5. Yeah (Crass Version)
6. Yeah (Pretentious Version)
7. Yr City's A Sucker
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - Yeah | CDS | 2004
- 45:33 | CD | 2007
- The Sound Of Silver | CD | 2007
- This Is Happening | CD | 2010
- The Long Goodbye: LCD Soundsystem Live at ... | Digital | 2014
- Christmas Will Break Your Heart | Digital | 2015
     
www.rum.pt www.sensoria.pt