A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Electric President
Título: Electric President
Ano: 2006
Editora: Morr Music
Formato: CD

Temos assistido à progressiva apropriação de territórios tradicionalmente pop por parte de elaborações musicais que usam a electrónica não como um fim em si, mas enquanto ferramenta de agregação e recombinação de sonoridades originalmente acústicas, numa abordagem que muitos apelidam de laptop-pop. Os Electric President apresentam-nos, neste seu primeiro álbum, um óptimo motivo para acreditarmos que os caminhos a percorrer pela música popular são ainda vastos e variados, enquanto houver criadores capazes de colocarem alma nos seus objectos de criação. Mesmo que o façam recorrendo à revitalização de ideias que, na essência, não são suas.

Temos assim fatalmente que perceber que o ponto de partida para as deambulações dos Electric President é uma rede de influências que recorre ao bucolismo folk dos Sparklehorse com a mesma facilidade com que busca matrizes hip-hop nos cLOUDEAD, ou ainda retoma os caminhos já calcorreados com satisfação pelos Postal Service enquanto se serve da pesquisa laboratorial dos Four Tet para acrescentar sofisticação. Este conjunto de referenciais é tratado com admiração por esta dupla norte-americana, sem que isso signifique uma reverência cega ou uma colagem descarada. Bem pelo contrário, uma vez que são capazes de, por meios próprios, adoptar uma abordagem personalizada da pop melodiosa feita com recurso ao laptop.

Talvez o facto de virem de Jacksonville Beach na Florida se revele na música que Ben Cooper e Alex Kane nos entregam com paixão. A sensação de beleza infinita que resulta da contemplação do mar conhece aqui uma banda sonora solarenga. Mas também a fúria espumosa de vagas sucessivas percorre alguns dos momentos de maior intensidade do disco. E isto traduz-se em jogos equilibrados de melodias sedutoras e sensíveis, com texturas rítmicas ora frenéticas, ora subtis. Se observado em conjunto, «Electric President» é suficientemente variado para não ser monótono e suficientemente consistente para manter uma interessante linha de coerência, adornada por um número destacado de picos criativos que o tornam mercedor de referências elogiosas.

O que mais seduz durante a audição de «Electric President» é a sensação de amplitude e imensidão que emana como um turbilhão díspar de estados de espírito. Cite-se como exemplo a última faixa do disco, «Farewell», que possivelmente será o seu ponto mais alto, em que o registo varia entre a fúria eléctrica descarregada por brevíssimos instantes e a elegância dos arranjos que lhe conferem um sereno embalo. E assim encerram o seu primeiro trabalho com uma curiosa súmula do que dele se pode esperar ou talvez, melhor ainda, do que pode estar para vir...

     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - The Violent Blue | Digital | 2010
   
Artistas / grupos relacionados   - Radical Face
     
www.rum.pt www.sensoria.pt