A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Tom Brosseau
Título: Empty Houses Are Lonely
Ano: 2006
Editora: Fat Cat
Formato: CD

Ao ouvir «Empty Houses Are Lonely» não se compreende como foram necessários cinco álbuns para que a música de Tom Brosseau atravessasse o atlântico e se mostrasse ao continente europeu! Isto porque o conjunto de canções agora reunidas num único suporte parece querer revelar, segundo contornos intemporais de configuração folk, o elo de ligação entre Jeff Buckley, Elliot Smith e Bob Dylan.

Depois de entusiasmada com a audição da discografia de Tom Brosseau - «Tom Brosseau» (2001), «North Dakota» (2002), «Out-Takes v.1» (2003), «Late Night At Largo» (2004) e «What I Mean To Say Is Goodbye» (2005), todas em pequeníssimos projectos editoriais norte-americanos - coube à editora britânica Fat Cat a ideia de reunir algumas das suas canções mais significativas e apresentá-las ao mercado europeu. Por isso mesmo «Empty Houses Are Lonely» é constituído por composições que cobrem mais de cinco anos da carreira do músico de North Dakota.

É a voz de Tom Brosseau que marca determinantemente este disco e lhe desenha os diferentes estados de espírito, sempre com elevada intensidade emocional. É um canto que apresenta uma grande amplitude de registo, conseguindo estabelecer-se nas médias frequências para daí romper para o extremo agudo do espectro com uma elegância envolvente, em que o quase-falsetto desfoca os traços de masculinidade. É o condutor certo para um conjunto melódico singelo, que na maioria das vezes corresponde ao simples dedilhar de uma guitarra acústica, mas que apresenta momentos ligeiramente mais elaborados, em que o acordião, um discreto teclado ou a insinuante harmónica sublimam um bucolismo contemplativo, solitário e desarmante.

Em «Empty Houses Are Lonely» tomamos contacto com a eloquência de Tom Brosseau, através de canções que nos apresentam o espírito dos lugares onde viveu, as emoções que os perpassaram e as pessoas que consigo os partilharam. Tudo isto rodeado de poesia e simplicidade, como sempre acontece nos discos a que vale a pena retornar. Assiduamente!

     
Temas   1. Fragile Mind
2. Everybody Knows Empty Houses Are Lonely
3. Hurt To Try
4. More Anne
5. Dark Garage
6. Heart Of Mine
7. The Broken Ukulele
8. How To Grow A Woman From The Ground
9. Lonesome Valley
10. Bars
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - Cavalier | CD | 2007
- Grand Forks | CD | 2007
- EP [Tour CD] | Digital | 2008
- Grass Punks | Digital | 2014
- Perfect Abandon | Digital | 2015
- Treasures Untold | Digital | 2017
   
Artistas / grupos relacionados   - John Parish
     
www.rum.pt www.sensoria.pt