A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Old Jerusalem
Título: The Temple Bell
Ano: 2007
Editora: Bor Land
Formato: CD

«The Temple Bell» é o terceiro álbum de originais de Old Jerusalem que, com um álbum sóbrio e equilibrado, continua a solidificar o seu percurso musical de um modo digno de menção, não só porque cada nova peça acrescenta algo importante ao seu universo, como também essa adição é feita sem atropelos aos fundamentos acústicos que vincam a sua linguagem.

É na quietude de ambiências plácidas e acolhedoras que Francisco Silva envolve os temas que escreve, quase sempre reveladores de emoções depuradas no silêncio do recolhimento ou no espelho das sua existência, que destemerariamente escancara ao domínio público. Essa coragem não só estende um manto de autenticidade às suas canções, como recentra a arte na esfera da intimidade, enquanto interpretação muito própria e exclusiva de um modo de (in)compreender o mundo.

As ferramentas em «The Temple Bell» são as de sempre, desde que Old Jerusalem se deu a conhecer. Canções aparentemente frágeis, lideradas pela sua guitarra acústica tocada pela magia encantatória da folk, mas que escondem uma densidade dramática profunda e equilibrada. Ao mesmo tempo, este território musical que é assim desenhado, acomoda deliciosamente um conjunto de pormenores que, álbum após álbum, vão traçando novas rotas emocionais, enriquecidas por diferentes contributos instrumentais, cada vez mais amplos, mas integrados harmoniosamente na tonalidade de fim de tarde que, desde «April», afirma Francisco Silva como um óptimo escritor de canções.

É assim que «The Temple Bell» reafirma o percuso singular de Old Jerusalem, obviamente com pontos de confluência com as suas assumidas influências, constituindo-se como o seu melhor disco até ao momento e abrindo-se à delicadeza de cordas e sopros com a mesma liberdade com que as suas estórias ganham asas de cada vez maior porte. Francisco Silva afirma-se, assim, como um músico capaz de lidar tranquilamente com as suas principais fontes de inspiração, arredando, definitivamente, Will Oldham, Kurt Wagner, Seam Bem ou Bill Callahan do papel de fantasmas, e passando a partilhar com eles o mesmo lugar no mapa bem guardado dos tesouros musicais.

     
Temas   01. Her Scarf
02. Dayspring (Go To Sleep, Now)
03. Ruler of My Heart
04. Grasshoppers
05. Boxes
06. Lunar Calendar
07. Arts Center
08. Summer of Some Odd Year
09. Love & Cows
10. Time Time Time
11. Twice the Humbling Sun
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - April | CD | 2002
- Twice the Humbling Sun | CD | 2005
- Two Birds Blessing | Digital | 2009
- Old Jerusalem | CD | 2011
- Old Jerusalem EP | Digital | 2012
- A rose is a rose is a rose | Digital | 2016
   
Artistas / grupos relacionados   - Bruno Duarte + Old Jerusalem + Puny
     
www.rum.pt www.sensoria.pt