A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Twilight Sad, the
Título: That Summer, At Home I Had Become The Invisible Boy
Ano: 2007
Editora: Fat Cat
Formato: 7"

O single «That Summer, At Home I Became The Invisible Boy» marca a estreia europeia dos escoceses The Twilight Sad, enquanto aguardamos o seu primeiro longa-duração «Fourteen Autumns and Fifteen Winters», anunciado para o próximo mês de Maio.

A proposta deste quarteto de Glasgow radica numa desilusão adolescente feita melancolia, mas raivosamente murmurada entre dentes. Traduzida em música, podemos constatar que as harmonias são cuidadas e imersas numa muralha de ruído branco e overdrives de guitarras, enquanto a marcação rítmica, sincopada e forte, se repete compulsivamente e cria uma claustrofóbica desorientação que municia o tema título com um carregamento potente de emoção e catárese. Ao longe, um acordeão impede o total afogamento dos sonhos da puberdade e acentua o contraste entre a energia e a complacência, entre a ilusão desesperançada e o desejo de possuir a chave do seu mundo.

A voz de James Graham, e o seu acentuado sotaque escocês, faz-se também poderosa em «Watching That Chair Painted Yellow», ainda que este seja um tema que respira um pouco mais, dada a maior largueza concedida às guitarras pelo espartilho rítmico. Ainda assim, a melancolia e a explosão extática constroem mais um pedaço de música a não perder e alertam os sentidos para a entrega total ao álbum que aí vem. A confirmar brevemente, numa loja de CD's junto a si...

     
Temas   1. That Summer, At Home I Had Become The Invisible Boy
2. Watching That Chair Painted Yellow
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - Fourteen Autumns and Fifteen Winters | CD | 2007
     
www.rum.pt www.sensoria.pt