A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Erik Levander
Título: Kondens
Ano: 2008
Editora: Rumraket
Formato: CD

Música electrónica de alma abstracta será, porventura, o termo que melhor poderá ser usado para sintetizar brevemente aquilo que podemos ouvir em «Kondens», o segundo longa-duração do compositor sueco Erik Levander, cujo labor meticuloso na colagem de sons acabou por levar os Efterklang a convocá-lo como músico convidado nos seus mais recentes espectáculos e discos e, de igual modo, a acolher este álbum na sua própria casa editorial: a Rumraket.

Mas a história de «Kondens» é também a da desventura vivida por um disco rígido que se eclipsou e por um conjunto de admiradores do trabalho de Levander que juntaram esforços (leia-se trocos) na tentativa de ajudarem à dispendiosa recuperação de dados daquele suporte. Uma tentativa falhada, pois o dispositivo de armazenamento foi mesmo para o lixo, deitando a perder algumas das composições do autor.

O que restou na memória de Levander fez-se luz em «Kondens», com a respectiva autorização dos fãs para que as quantias que tinham restado do falhado resgate fossem agora aplicadas na confecção do grafismo que tão bem acolhe e envolve o disco, complementando com imagens as tonalidades escuras, densas e assombradas da música.

Sendo integralmente instrumentais, as composições de Erik Levander possuem uma narratividade intrínseca de tal modo intensa que nunca resvalam para a monotonia, desenhando a cinzento claro um conjunto sobreponível de formas desconhecidas que se revelam em fundo escuro, deixando imperceptíveis as formas, mas criando um clima de tensão e mistério que, aos poucos, se dissolve em novas paisagens nostálgicas, para as quais muito contribuem o clarinete, o harmónio, o piano e o vibrafone, entrecortados por interferências aleatórias de blips e ruídos, originados por geradores de frequências, sons de rádio perdidos e inúmeros apontamentos de electrónica.

Simultaneamente directa e difusa, a música que Erik Levander nos oferece em «Kondens» abre algumas perspectivas de novidade sónica e acrescenta mais uma peça relevante no diálogo entre música orgânica e as novas tendências da electrónica texturada. Um óptimo segundo disco!

     
Temas   1. sekund
2. oskärpa
3. månen viskar
4. tölvupop
5. vid fönstret
6. kvad
7. hitta hem
8. tribut
9. sömnbrusten
     
     
www.rum.pt www.sensoria.pt