A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Patti Smith + Kevin Shields
Título: The Coral Sea
Ano: 2008
Editora: PASK
Formato: 2CD

«The Coral Sea» é um marco incontornável da produção artística dos nossos dias, pois junta num mesmo registo duas das lendas vivas do pop-rock: a raínha do punk Patti Smith e o mago do tremolo Kevin Shields (My Bloody Valentine). Ambos, separadamente e em décadas distintas, produziram alguma da mais estimulante música alguma vez ouvida e a sua união de talentos não pode deixar de ser um momento a sublinhar. Torna-se, pois, obrigatório em todas as discografias em que reine a busca da ampliação estética dos quadrantes musicais, feita, essencialmente, à custa do risco e do aventureirismo.

Mas desengane-se quem espera aqui encontrar, em combinações nunca tentadas, vestígios sólidos da musculatura rock de Smith ou das melodias mascaradas por ruído de Shields. Não é esse o sentido deste registo, que parte de um poema escrito e editado por Smith em 1996 como forma de homenagear o fotógrafo seu amigo e ex-companheiro Robert Mapplethorpe, falecido vítima de sida. É a récita desse texto sobre texturas musicais abstractas que constitui este disco, gravado ao vivo no Queen Elisabeth Hall, em Londres, em duas datas diferentes (22 de Junho de 2005 e 12 de Setembro de 2006), cada uma ocupando um dos dois CD 's desta edição. Nada, aqui, se aproxima do formato canção.

São, pois, as palavaras que constituem a estrutura medular de «The Coral Sea», ainda que a tensão criada e - atrevemo-nos a adivinhar - em grande parte improvisada pelos cenários combustíveis criados pelas malhas distorcidas de guitarras, sirva como factor densificador da intensidade sustenida que mantém todos os sentidos alerta até ao epílogo dramático do poema.

A grande diferença entre cada um dos dois CD's prende-se não só com o modo distinto, mas sempre incisivo, como Patti Smith declama as razões da sua dor, nunca chegando a esboçar qualquer tentativa de canto, mas também com a forma de expressão encontrada por Kevin Shields nos dois momentos aqui registados, sendo mais crepitante e variada na primeira data, e mais chocante e confrontacional na segunda. As palavras sobrevivem sempre à densidade quase errante das inflexões ambientais, sempre carregadas de um magma crepitante que se infiltra vagarosamente a ponto de se tornarem imprescindíveis, sem no entanto serem dominantes. Um equilíbrio notável que, assim exibido, é tão natural que parece coisa pouca, mas que uma segunda leitura, mais cuidada, revela estar apenas ao alcance de predestinados.

Se olhado deste modo, «The Coral Sea» afirma-se muito mais como um documento épico de grande intensidade e de simbiose artística entre Smith e Shields, do que como um exercício de escrita musical pura, capaz de rasgar caminhos para o futuro. Essa missão já ambos cumpriram exemplarmente num passado mais ou menos distante e ameaçam reactivar em momentos cada vez mais próximos. Neste registo a quimera foi outra, e foi cumprida com brilhantismo!

     
Temas   Disc: 1
1. Coral Sea
2. Coral Sea
3. Coral Sea
4. Coral Sea
5. Coral Sea
6. Coral Sea


Disc: 2
1. Coral Sea
2. Coral Sea
3. Coral Sea
4. Coral Sea
     
   
Artistas / grupos relacionados   - Kevin Shields
- My Bloody Valentine
- Patti Smith
     
www.rum.pt www.sensoria.pt