A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Myra Davies
Título: Cities and Girls
Ano: 2008
Editora: Moabit
Formato: CD

Com o encerramento do seu projecto conjunto, Miasma, e com edições recentes a solo em nome de Gut, a dupla Myra Davies e Gudrun Gut precisou de criar um espaço autónomo para que uma nova orientação musical fluísse em sentidos diversos dos tentados no passado. Foi assim que decidiram usar apenas o nome de Myra Davies, surgindo Gudrun Gut como produtora e compositora, e abrindo caminho para que mais músicos entrassem em cena, como veio a ser o caso em «Cities and Girls».

O que se escuta neste disco é uma construção musical que é muito mais do que um simples cenário natural onde as palavras de Myra Davies, libertadas em registo spoken word, ganham um espaço próprio de eclosão. A verdade é que cada palavra adquire um peso diferente quando é densificada por um conjunto de ruídos e texturas que ampliam a abrangência multi-geográfica e multicultural dos seus textos. São composições em que o ritmo existe muito menos enquanto produto musical (ainda que ele esteja lá e seja de óptima qualidade) e muito mais na forma de gravações do pulsar quotidiano de pontos tão distantes como Qatar, Belfast, Hanoi ou Brooklyn, em que se busca reavivar os contrastes cada vez mais esbatidos entre formas de viver completamente diversas, mas que a voragem dos tempos modernos tem vindo a erodir.

A música de Gudrun Gut, ou se preferirem, a sua texturização musical, é quase omnipresente, radicada na sua larga experiência no campo berlinense da música electrónica, reforçada por uma atitude permanentemente não-alinhada. As únicas excepções acontecem em «Stuff», em que o papel de pintores de horizontes é sublimemente entregue a Alexander Hacke e Danielle de Picciotto, e em «Hanoi», cuja arquitectura paisagística ficou a cargo de Beate Bartel. Ainda assim, três nomes ligados ao underground berlinense, refinando a ligação da canadiana Davies a um universo com profundas responsabilidades na dinamitização artística do velho continente.

«Cities and Girls» faz-se de poemas musicados, num contexto de real intertextualidade, sendo indistinta a maior importância relativa de uma linguagem face à outra. E é também por isso um disco de singularidades, de desafios e desabafos, de reflexões e sensações, que umas vezes parece evocar a tonalidade poética mas distante de Laurie Anderson, e noutras se deixa levar em divagações cosmológicas de rumo incerto, acrescentando à experiência uma dose enigmática de surpresa e apreensão, numa viagem que se enuncia como sendo, no final, gratificante.

     
Temas   1. BURROUGHS' BUNKER Music by Gudrun Gut 4:22
2. MY FRIEND SHERRY Music by Gudrun Gut 4:16
3. RAIN Music by Gudrun Gut 4:12
4. STUFF Music by A. Hacke & D.de Piciotto 6:49
5. HANOI Music by Beate Bartel 4:08
6. QATAR Music by Gudrun Gut 5:10
7. DRILL Music by Gudrun Gut 5:27
8. WORM Music by Gudrun Gut 5:27
9. CALGARY Prod. G. Gut 2:55
10. GOODBYE BELFAST Music by Gudrun Gut 6:24
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - The Girl Suite EP | Digital | 2008
- Sirens | Digital | 2017
   
Artistas / grupos relacionados   - Alexander Hacke
     
www.rum.pt www.sensoria.pt