A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Wedding Present
Título: El Rey
Ano: 2008
Editora: Scopitones
Formato: CD

«El Rey» é o novo longa-duração dos sempre excitantes The Wedding Present, o grupo de David Gedge que se soube impor como um dos favoritos do consagradoapresentador da BBC, John Peel, entretanto desaparecido, e conquistar o respeito e admiração dos amantes de canções pop de geometria áspera.

Se o disco de 2005, «Take Fountain», colocou ponto final num hiato de 9 anos em que Gedge se dedicou aos Cinerama, e correspondeu a um período marcado pela separação, angústia e amargura na sua vida pessoal, «El Rey» parece querer significar uma redenção luminosa e o regresso a canções mais embebidas em tonalidades vivas do que no lusco-fusco do seu antecessor.

Esta mudança de abertura do diafragma revelada neste conjunto de canções, parece querer reflectir a migração de Gedge da fria Seattle (onde se tinha refugiado depois de ter assistido à fragmentação dolorosa da sua vida na Leeds de sempre) para Hollywood, onde o sol, os néons e as largas avenidas são certamente fontes de inspiração para as suas criações que aqui encontram leito.

Não que a temática da sua escrita se tenha deslocado tanto como o salto geográfico, continuando a olhar - com inegável afago pelas palavras - para as relações amorosas, o falhanço do amor ou a vitória das infidelidades e perversões, mas todo este cocktail explosivo de testosterona e emoções à flor da pele surge mais rebelde em «El Rey» do que no movimento anterior dos Wedding Present, como se instigado pelo pulsar nocturno da cidade dos anjos e pelo glamour dissimulado dos ricos e famosos.

Musicalmente tudo continua magnificamente inspirado, com as guitarras frenéticas a explodirem em contínuos riffs e as melodias sustentadas com devoção e paixão pela voz cínica e quase irada de Gedge, que a espaços se envolve na candura do timbre vocal da também baixista Terry de Castro. Tudo com uma sonoridade crua e directa, quase afrontadora, resultado da produção sóbria de Steve Albini, que regressa à colaboração com o grupo depois de, em 1991, ter produzido o fenomenal «Seamonsters», em total confrontação com a euforia extásica da então Madchester dominante, e de ter sabido transformar, ainda que respeitosamente, a delicadeza cristalina dos dois álbuns finais dos Cinerama («Disco Volante» e «Torino») em algo muito maior do que a soma aritmética dos seus dois talentos.

«El Rey» é Wedding Present vintage, num exercício esplendoroso de pop-rock que entusiasma com a mesma intensidade que o já distante «George Best» e se coloca ao lado de alguns dos melhores momentos da sua exemplar produção musical.

     
Temas   1. Santa Ana Winds
2. Spider-Man on Hollywood
3. I Lost the Monkey
4. Soup
5. Palisades
6. Trouble with Men
7. Model, Acress, Whatever...
8. Don't Take Me Home Until I'm Drunk
9. Thing I Like Best About Him Is His Girlfriend [Santa Monica and La Brea Version]
10. Boo Boo
11. Swingers
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - George Best | CD | 1987
- Tommy | CD | 1988
- Bizarro | CD | 1989
- Seamonsters | CD | 1991
- Hit Parade 1 | CD | 1992
- Hit Parade 2 | 2CD | 1992
- Watusi | CD | 1994
- Mini | CD | 1995
- Saturnalia | CD | 1996
- Interstate 5 | CDS | 2004
- I'm from Further North Than You | CDS | 2005
- Take Fountain | CD | 2005
- 4 Songs EP | Digital | 2012
- Valentina | Digital | 2012
   
Artistas / grupos relacionados   - Cinerama
     
www.rum.pt www.sensoria.pt