A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Cornershop
Título: Judy Sucks A Lemon For Breakfast
Ano: 2009
Editora: Ample Play Recordings
Formato: CD

Sete anos de silêncio serviram para os Cornershop regressarem com aquele que é o seu registo mais inspirado e consistente, numa carreira que tem já 17 anos e um grande hit (nº1 no Reino Unido), conseguido em 1998, com o tema «Brimful Of Asha», principalmente na versão remisturada (e acelerada) por Fatboy Slim.

«Judy Sucks A Lemon For Breakfast» insiste na combinação explosiva de música tradicional indiana, indie-pop britânica, harmonizações vocais soul e um irresistível apelo dançável pilhado ao funk, mas com a capacidade de fintar com mestria a repetição e de inovar na dimensão exacta que cada novo tema exige. Isto permite que os Cornershop garantam a preservação de uma saudável imagem de marca e evitem a fossilização de uma fórmula eficaz mas que, se repetida, poderia tarzê-los a um beco criativo sem saída.

Neste disco o multiculturalismo apregoado no mundo ocidental ganha uma dimensão consistente e material e um apuro formal notável, revelando um grupo totalmente diferente daquele que, em 1993, no seio da sublevação musical perpretada em Camden, o fervilhante bairro londrino, fazia uma música já com traços de apropriação das raízes da família do seu principal criador, Tjinder Singh, mas cujo caótico resultado e reduzida habilidade instrumental, pocessados pelas influências punk de Ben Ayres, estava destinado apenas a uma pequena franja de admiradores ou a um punhado de partidários das suas canções politicamente incorrectas, centradas na exclusão social sentida na pele pelas comunidades britânicas de etnia asiática.

Desde o primeiro momento que «Judy Sucks A Lemon For Breakfast» mostra ao que vem, com o dedilhar da sítara seguido de uma marcação rítmica pungente e de uma guitarra definitivamente rock de «Who Fingered Rock'n'roll?». Este, juntamente com «Soul School», «The Roll Off Characteristics (Of History In The Making)» e «The Mighty Quinn» (original de Dylan) - aos quais poderíamos ainda acrescentar o tema-título, ainda que menos exuberante - sendo estilisticamente diferentes entre si, são momentos sublimes de génio pop que assinalam pontos de paragem obrigatória neste disco e orientam um roteiro que parece convergir no épico «The Turned on Truth (The Truth Is Turned On)», o longo tema que encerra este registo e que parece reunir num todo dinâmico e coerente a totalidade da visão criativa dos Cornershop.

«Judy Sucks A Lemon For Breakfast» exibe ainda uma frescura deliciosa que o torna imediatamente apetecível, mas também uma consistência espantosa e capacidade de auto-reinvenção dos seus autores, que lhe garantem uma duração muito mais longa do que uns meros 15 minutos de fama. Os Cornershop podem, assim, reclamar para si a invenção da pop-bubblegum que não perde sabor com o tempo...

     
Temas   1. Who Fingered Rock 'n' Roll
2. Soul School
3. Half Brick
4. Judy Sucks A Lemon For Breakfast
5. Shut Southall Down
6. Free Love
7. The Roll Off Characteristics (Of History In The Making)
8. Operation Push
9. The Mighty Quinn
10. The Constant Springs
11. Chamchu
12. The Turned On Truth (The Truth Is Turned On)
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - Readers' Wives | CDS | 1993
- Hold On It Hurts | CD | 1993
- When I Was Born For The 7th Time | CD | 1997
- Handcream For A Generation | CD | 2002
- Cornershop and the Double 'O' Groove Of… | Digital | 2011
- Hold On It's Easy | Digital | 2015
   
Artistas / grupos relacionados   - Tarnation
     
www.rum.pt www.sensoria.pt