A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Luke Haines
Título: 21st Century Man
Ano: 2009
Editora: Fantastic Plastic
Formato: 2CD

Apesar de pouco reconhecido pelo grande público, Luke Haines é possivelmente um dos mais talentosos compositores pop vindos do Reino Unido nos últimos vinte anos. A sua criatividade está por trás da música dos Auteurs, Baader Meinhoff, Black Box Recorder e, mais recentemente, daquela que cria em nome próprio. «21st Century Man» é o ajulejo mais recente de um painel lustroso e requintado, que merece destaque em qualquer colecção de bom-gosto.

Neste novo disco assistimos a mais um conjunto coeso de canções trabalhadas no seu modo quase proletário de relatar a sua visão sagaz de uma sociedade amordaçada por poderes e convenções, cuja história e cultura são constantemente evocadas, nas suas figuras mais icónicas, como modo paradigmático de ilustrar ou projectar as angústias de uma fleumática classe-média de aspirações intelectuais, mas de berço humilde.

É neste modo de operar que à sua elegante amargura, alimentada com sumptuosidade por traços arrogantes de glam-rock, Haines adiciona por vezes alguma sacarina, trazida por arranjos de cordas e coros harmonizadores que tremperam a revolta contida de um compositor que abraça com sageza o papel de arauto do desencanto e de vizinho do lado da vivência quotidiana do cidadão comum.

Para complementar um disco é claramente o melhor das suas mais recentes edições, Luke Haines acrescentou um segundo álbum, denominado «Achtung Mother», em que abandona o papel de relator na primeira pessoa da história recente da sua Inglaterra natal, afunilada pela sua perspectiva pessoal de produto da classe operária, e adopta a tarefa de delator público de uma conspiração maquiavélica para acabar de vez com a consciência crítica das classes dominadas, numa fabulação muito inspirada nas suas paranóias e crenças pessoais.

Um disco muito recomendável de um autor que importa recuperar ou descobrir, para que possa ocupar um lugar importante na história da pop que é seu de pleno direito

     
Temas   CD1 – 21st Century Man
1: Suburban Mourning
2: Peter Hammill
3: Klaus Kinski
4: Love Letter To London
5: Wot A Rotter
6: Our Man In Buenos Aires
7: Russian Futurists Block Out The Sun
8: English Southern Man
9: White Honky Afro
10: 21st Century Man



CD2 – Achtung Mutha (bonus album)
1. Achtung
2. Mother
3. The Great Brain Robbery (Part One)
4. Ex Teds
5. The Great Brain Robbery (Part Two)
6. Playground Dread
7. Greenwich Observatory
8. The Great Brain Robbery (Part Three)
9. Fag Break
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - The Oliver Twist Manifesto | CD | 2001
- Christie Marlry's Own Double Entry | CD | 2001
- Das Capital | CD | 2003
- Nine And A Half Psychedelic Meditations on... | Digital | 2012
- Rock and Roll Animals | Digital | 2013
- New York in the '70s | Digital | 2014
- British Nuclear Bunkers | Digital | 2015
- Adventures In Dementia | Digital | 2015
   
Artistas / grupos relacionados   - Andy Nice
- Auteurs
- Baader Meinhof
- Black Box Recorder
     
www.rum.pt www.sensoria.pt