A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Liars
Título: Sisterworld [Special Edition]
Ano: 2010
Editora: Mute
Formato: 2CD

Poucos grupos apresentam a capacidade de mudança dos Liars, que de disco para disco fazem questão de nos surpreender pela ruptura com o passado e pela proposta de futuro. «Sisterworld», o 5º álbum de uma requintada linhagem, faz questão de sublinhar isso mesmo.

É verdade que desde 2002, quando se estrearam com o caótico «They Threw Us All In A Trench And Stuck A Monument On Top», logo assumiram uma estética de choque que até hoje se mantém. Mas os recursos que colocam ao dispor de uma música que parece sempre estar a um milímetro da demência têm variado ao mesmo ritmo com que resolvem adoptar pontos de referência opostos, a cada disco, para olhar para o mesmo fenómeno. Com as vísceras, evidentemente, no centro de um processo criativo que apela à expansão de limites.

Em «Sisterworld» somos levados por um mundo simétrico onde tudo nos parece estar ao contrário, entre sons ameaçadores de guitarras uivantes e ritmos tribais que recolhem os cacos que sobraram de «Drums Not Dead», o seu disco de 2006 que explorou até ao limite o papel da bateria na conceptualização do rock enquanto fenómeno tribal de celebração.

Não admira a sensação de que ao ouvirmos «Sisterworld» estamos a arricar a nossa própria saúde mental, tal a reconstrução que esta música exige às nossas células sensoriais, chocadas com a experimentação que se aproxima de delírios cujo sentido é custoso atingir e que acabamos que perceber como algo saído de divagações existenciais que resultam de complicadas texturas de vida. E nesta música encontramos em simultâneo tudo o que nos parece impossível atingir, ou mesmo aspirar, e o muito que tivemos que deixar para trás, controlados por condicionantes externas que nos retiram espaço de acção.

«Sisterword» é mais um disco questionante que os Liars nos entregam, na forma e no conteúdo, exigindo de nós o esforço de compreensão de uma música de fracturas expostas e que faz do rock o ponto de partida de um desafio autêntico de etnografia cultural urbana. E é também um disco que aumenta a convicção de que mais nenhum outro colectivo de músicos, que não os Liars, seriam capazes de nos entregar esta peça em estado bruto de ebulição.

Nota: existe uma edição limitada de «Sisterworld» que inclui uma remistura de cada um dos temas da versão original. Estes trabalhos foram entregues a artistas como Thom Yorke (Radiohead), Tunde Adebimpe (TV On The Radio), Bradford Cox (Deerhunter / Atlas Sound), Melvins, Alan Vega (Suicide), Chris and Cosey (Throbbing Gristle), Blonde Redhead e Devendra Banhart. Em todas elas se nota a dificuldade que mesmo os melhores sentem em expandir a explosiva formulação rock proposta pelos Liars...

     
Temas   01. Scissor
02. No Barrier Fun
03. Here Comes All The People
04. Drip
05. Scarecrows On A Killer Slant
06. I Still Can See An Outside World
07. Proud Evolution
08. Drop Dead
09. The Overachievers
10. Goodnight Everything
11. Too Much, Too Much



Bonus CD:
1. Scissor - Pink Dollaz, Lance Whitaker & Transformation Surprise Remix
2. No Barrier Fun - Duetonal Remix
3. Here Comes All The People - Atlas Sound Remix
4. Drip - Kazu Makino Remix
5. Scarecrows On A Killer Slant - Tunde Adebimpe Remix
6. I Still Can See An Outside World - Boyd Rice Remix
7. Proud Evolution - Thom Yorke 500qd Remix
8. Drop Dead - Fol Chen Remix
9. The Overachievers - Devendra Banhart & The Grogs Remix
10. Goodnight Everything - Melvins Remix
11. Too Much, Too Much - Carter Tutti Remix
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - They Threw Us All In A Trench And Stuck A ... | CD | 2002
- They Were Wrong So We Drowned | CD | 2004
- Drum's Not Dead [CD + DVD] | CD+DVD | 2006
- Liars | CD | 2007
- Liars Sessions EP | Digital | 2008
- Proud Evolution EP | Digital | 2010
- WIXIW | CD | 2012
- I Saw You From The Lifeboat - Perfume Tear | Digital | 2013
- I'm No Gold EP | Digital | 2014
- Mess | CD | 2014
- Pro Anti Anti | Digital | 2014
     
www.rum.pt www.sensoria.pt