A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Oliver Blank
Título: Karhu ja Tiikerini
Ano: 2010
Editora: Cocosol1dc1t1
Formato: CD+DVD
Obs: Inclui o filme «Karhunpeijaiset de James Martin e Jonathan Bem-Ami

«Karhu ja Tiikerini» é o título finlandês do álbum de estreia de Oliver Blank, um ex-guitarrista de Jim Noir que chama lar a Helsínquia e que empreendeu neste disco uma busca de cristalinidade instrumental que dotam a música que o preenche de uma beleza singela, mas de apreciável poder na criação de imagens mentais de mistério e magia.

Traduzido à letra, o título do disco seria «o urso e o tigre», criaturas que habitam o imaginário de muitas fábulas e florestas cobertas de mitos e lendas. Esse espírito de evocação de narrativas tradicionais parece querer infiltrar-se um pouco por todos os sons que se enlaçam no álbum, em ambientes que intrigam pela sua opacidade, mas que também seduzem pela busca de poções mágicas que parecem sugerir, numa alquimia planante que consigo nos arrasta.

Esta carácter cinemático e, por vezes, quase sonhador, é construído pela combinação feliz de instrumentação clássica com texturizações electrónicas e micro-ritmos orgânicos.Violinos, violaocelos e melódicas aparecem aqui como componentes intrinsecamente tão fascinantes como teclados, guitarras e percussões, num conjunto de embalos mútuos que sugerem a candura de manhãs de alvorada terna e noites de diagramas celestes desenhados por auroras boreais.

Na sua edição limitada, este disco apresenta ainda um DVD intitulado «Karhunpeijaiset» em que à música de Oliver Blank se acrescenta um corpo adicional de imagens, registadas em vídeo por James Martin e Jonathan Ben-Ami, em que o elemento água adiciona mais uma pista para a compreensão da fluidez da criação de Blank e para a sua integração num mundo que toma o mito como matéria-prima para o impulso criativo.

No final, fica-nos a certeza de que, mesmo com arestas por limar, «Karhu ja Tiikerini» sugere um compositor aberto ao seu mundo mas simultaneamente atento à sua capacidade de sonhar alto, inscrevendo o seu nome numa refinada lista de talentos cujos próximos passos musicais convém não perder de vista.

     
     
www.rum.pt www.sensoria.pt