A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Disappears
Título: Lux
Ano: 2010
Editora: Kranky
Formato: CD

O quarteto de Chicago Disappears apresenta-se ao público com o álbum «Lux», um disco que viu a sua edição em risco com a falência da Touch & Go, mas que acabou por encontrar na experimentalíssima Kranky um inesperado, ainda que insuspeito, lar de acolhimento, que o recebeu de braços abertos.

O caso não é para menos! Mesmo numa editora cuja tradição em quase nada se relaciona com o rock seria difícil equacionar o desprezo a um disco com uma sonoridade que, conscientemente, nada traz de novo ou revolucionário, mas que propõe - com argumentos sólidos e sem pretenções de grandiosidade - uma descida simultânea aos fundamentos do kraut e do garage-rock.

«Lux» é um disco feito de luz negra, em que a precisão rítmica deixa uma profunda marca de repetição dinâmica, à qual se juntam sons de guitarras roufenhas que parecem ecoar ainda as vibrações escapistas dos sons ouvidos nas caves dos Velvet Underground, e ainda vocalizações que surgem camufladas de discurso, bem enlaçadas nas triangulações constantes entre ritmo, tensão e energia. Tudo embrulhado por uma consciência clara que o som assim produzido é tremendamente eficaz na canalização psicadélica de desejos escapistas, nada arrastando para além de limites conhecidos.

Em «Lux» os Disappears recuperam muita da imediatez e militância do punk e incendeiam cada canção com assombrações sónicas em estado delirante, fazendo-nos recordar boa parte do muito que o rock, na sua facção mais libertária, tem de apreciável. Não é novo, mas é muito bom!

     
Temas   1. Gone Completely
2. Magics
3. Pearly Gates
4. Marigold
5. Not Nothing
6. Lux
7. Old Friend
8. Little Ghost
9. New Cross
10. No Other
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - Guider | Digital | 2011
- Pre Language | CD | 2012
- Era | Digital | 2013
- Irreal | Digital | 2015
     
www.rum.pt www.sensoria.pt