A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Men, the
Título: Open Your Heart
Ano: 2012
Editora: Sacred Bones
Formato: Digital

Ciclicamente se abre o debate em torno da vitalidade do rock, por muitos dado sem viabilidade futura ou mesmo defunto, enquanto que para outros haverá sempre um caminho de expansão para esse modo de traduzir em sons não eruditos, mais ou menos crús ou revoltos, a intensidade emocional associada à grande incompreensão que temos sobre o mundo.

Para estes últimos «Open Your Heart», o terceiro disco do quarteto norte-americano The Men, dá boas razões para a esperaça de quem entende que o dia de finados ainda estará longínquo, e será adiado enquanto se produzirem discos tão viscerais como este.

Mais contido nas explosões brutais do que o seu antecessor, «Leave Home», este novo ataque às convenções lançado pelos The Man, é uma fantástica câmara de ressonância da atitude punk, mas revitalizada por sinais de abertura a uma maior partilha da sua música, saída assim de um restrito ciclo de apreciadores e tornada património público.

Este é um disco ao qual não se pode em rigor aplicar a palavra novo, mas o facto é que «Open Your Heart» sugere a revitalização de um modo de fazer rock que não poupa na energia nem no suor, conseguindo tecer harmonia a partir do caos aparente e fazer a síntese das agonias de uma geração que atravessou o deserto dos 20-something sem vislumbrar ponta de esperança, mas a quem a (ainda assim pouca) idade e distância crítica relativamente aos wild years permite agora lamber as próprias feridas em público e uivar bem alto que o rock pode muito bem ser um bom veículo de catarse. E o seu público muito agradece...

     
Temas   1. Turn It Around
2. Animal
3. Country Song
4. Oscillation
5. Please Don’t Go Away
6. Open Your Heart
7. Candy
8. Cube
9. Presence
10. Ex-Dreams
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - New Moon | Digital | 2013
- Tomorrow's Hits | Digital | 2014
- Devil Music | Digital | 2016
     
www.rum.pt www.sensoria.pt