A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Spiritualized
Título: Sweet Heart Sweet Light
Ano: 2012
Editora: Fat Possum
Formato: CD

Se é fácil perceber «Ladies and Gentleman We Are Floating in Space» como o momento mais alto da carreira dos Spiritualized e «Amazing Grace» como o seu instante menos refulgente, já não será tão óbvia a ordenação das restantes peças de uma discografia sólida e digna de figurar no panteão das grandes criações musicais dos anos '90 e seguintes.

Mas «Sweet Heart, Sweet Light», o sétimo disco de originais da banda sempre liderada por Jason Pierce - que balança entre as suas dependências e a decadência física por elas inflingidas - cola-se claramente à fatia mais inspirada das suas investidas artísticas. Não porque signifique uma ruptura com o passado, mas porque o integra de uma forma sublime num novo conjunto de canções que exploram ao limite o conceito Spiritualized de pop simples, mas sumptuosamente adornada por uma envolvência épica. Os coros negros sublimam os acordes de uma guitarra que se suspende em longos tempos e se deixa espicaçar por um baixo melódico, com as frases que Pierce vai soltando com aparente negligência a serem aqui e ali atacadas por uma doce distorção que criam um contraste delicioso com as orquestrações delicadas, numa combinação que tem tanto de estimulante como de questionante.

Nesta mistura de pop, rock e gospel, Jason Pierce permite-se expor os seus lamentos de um modo desarmante, deixando que sejam as suas fragilidades pessoais a conduzir emocionalmente cada um dos temas aqui presentes, tornando-os numa espécie de oração de um crente desordenado. E o facto deste disco ter sido composto no período durante o qual ele foi sujeito a tratamentos a um cancro no fígado, permitem perceber que os seus arrependimentos cantados não são mais do que pungentes actos de contrição, mas ao mesmo tempo o reconhecimento comovente das suas limitações humanas, assim lançadas ao alto.

Em todo o disco se reconhece a marca dos Spiritualized, numa formulação que nesta altura dominam como ninguém e que lhes dá um lugar único. Mas também se percebe um requinte acrescido no domínio de cada pormenor da composição e arranjos; e uma identificação artística profunda entre o autor e a sua obra. Ou seja, «Sweet Heart, Sweet Light» não é um álbum de revolução, que eventualmente até nem seria desejável em quem atingiu um apuro tão próximo da perfeição, mas é um tremendo disco de inspiração!

     
Temas   1. Huh? (intro)
2. Hey Jane
3. Little Girl
4. Get What You Deserve
5. Too Late
6. Headin’ For The Top Now
7. Freedom
8. I Am What I Am
9. Mary
10. Life Is A Problem
11. So Long You Pretty Thing
     
Outros discos do mesmo artista / grupo   - Lazer Guided Melodies | CD | 1992
- Pure Phase | CD | 1995
- Ladies and Gentleman We Are Floating In Space | CD | 1997
- Royal Albert Hall | 2CD | 1998
- The Abbey Road EP | CDS | 1998
- Let It Come Down | CD | 2001
- Amazing Grace | CD | 2003
- The Complete Works - Volume One | 2CD | 2003
- The Complete Works - Volume 2 | 2CD | 2004
- Songs In A&E [Deluxe Edition] | CD | 2008
   
Artistas / grupos relacionados   - Echoboy
- Lupine Howl
- Richard Warren
- Spacemen 3
- Thighpaulsandra
     
www.rum.pt www.sensoria.pt