A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Ian William Craig
Título: Centres
Ano: 2016
Editora: Fat Cat
Formato: Digital

Ian William Craig tem vindo a desenhar uma carreira musical sólida, assente na beleza vocal como ponto de apoio para inquietantes composições, que se equilibram no fio-da-navalha entre o prazer auditivo e a ruptura sónica de terrenos conhecidos, sem nunca pender de modo definitivo para nenhum desses flancos, antes oscilando enigmaticamente entre um e outro.

«Centres» seria, em rigor, o seu nono longa-duração, mas é o terceiro se excluirmos as auto-edições ou as edições limitadas em formato cassete. E é um disco cuidadosamente esculpido em todo o seu esplendor, que resulta principalmente da articulação do seu canto, de formação clássica - e que aqui ocupa, mais que nunca, o lugar central -, com as texturas informes dos seus instrumentos de eleição: leitores de fita magnética avariados e sintetizadores analógicos.

E no lugar de encontro entre a solenidade clássica trazida pela profundidade grave das canções e a texturização granulada dos sons que as circundam, aparentemente sem nunca as tocar, nasce o fascínio destas composições, nas quais o choque entre o esplendor e a decadência, a definição e o desfoque, a grandiloquência e a singeleza, elevam à condição de música inescapável e urgente.

     
     
www.rum.pt www.sensoria.pt