A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Flotation Toy Warning
Título: The Machine That made Us
Ano: 2017
Editora: Talitres
Formato: CD

Treze anos passaram desde que os britânicos Flotation Toy Warning editaram «Bluffer's Guide To The Flight Deck», o seu primeiro álbum, que recebeu notáveis referências por parte da crítica musical. Um tempo que serviu para aumentar a expectativa sobre o sempre difícil segundo álbum, que finalmente agora chega, depois de anos e anos adiado pela preguiça de quem entendeu que tudo se resumiria à espera pelo momento certo para criar.

É verdade que desde então nada se parece ter perdido, quando os nossos ouvidos se cruzam com o pop de câmara que preenche de modo magnífico cada segundo de «The Machine That Made Us», um disco nascido de uma súbita urgência criativa de Paul Carter, a driving force do grupo, que decidiu finalmente fechar-se numa igreja abandonada, no País de Gales, e deixar-se levar pela inesperada inspiração. Tinha chegado o momento!

E assim, num ápice, temos de volta uma deliciosa combinação de folk e pop de charme, refinadamente embrulhada numa espécie de estética lo-fi, mais na atitude do que na sonoridade, que produz canções que fazem colidir elegância e bizarria em doses iguais. Uma sonoridade que tanto evoca a estranheza intrínseca à música do Scott Walker do século XXI, como a alucinação dos Flaming Lips mais psicadélicos. E que tanto parece aconchegar no baú das influências a elevação vocal dos Polyphonic Spree como o sangue balcânico dos Beirut. O que, bem vistas as coisas, e reconhecendo o talento dos Flotation Toy Warning para serem únicos, só pode ser boa coisa.

     
     
www.rum.pt www.sensoria.pt