A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Floating di Morel
Título: Ulf / FdM
Ano: 2017
Editora: Play Loud! Productions
Formato: Digital

Há muita claustrofobia urbana no quinto álbum de originais de Floating di Morel, projecto da dupla germânica Sabine Blödorn e Kai Drewitz.

Dividido em duas partes, este novo disco apresenta três temas que reeditam a colaboração com Thorsten Neu e outros tantos que resultam do trabalho conjunto com Ulf Goretzki, mais experimental e levando mais longe o uso da electrónica.

Como elemento comum a todos os temas encontramos uma sensação omnipresente de desconhecido, que em vez de se tornar familiar com as sucessivas audições, revela pormenores ainda mais estranhos, sempre com uma grande tensão emocional a envolver os sons de teclados e as vozes em registo declamativo. A repetição, que estrutura esta música, aumenta a atenção dos sentidos e desinstala o ouvinte, assim arrastado por uma corrente sonora que, não sendo violenta, parece esconder-se e, assim, tornar-se misteriosa, interrogando as noções confortáveis de local musicalmente conhecido.

Se possível fosse estabelecer comparações sem o risco de reduzir a pouco algo que é muito mais, poderíamos dizer que em «Ulf / FdM» se podem reconhecer traços de um certo experimentalismo arty que edificou os primeiros anos dos saudosos, ecléticos e aventureiros Tuxedomoon, mas riscados a marcador grosso pela esquizofrenia demente e ansiolítica dos Suicide que desfoca qualquer tentativa de beleza melódica. E desta combinação, mesmo que só relate em parte o que aqui podemos encontrar, só pode resultar num disco altamente recomendável.

     
     
www.rum.pt www.sensoria.pt