A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: SOPHIE
Título: Oil Of Every Pearl's Un-Insides
Ano: 2018
Editora: Transgressive Records
Formato: Digital

Já sabemos que a pop vive de uma espiral contínua que recolhe vestígios do já feito para os baralhar de novo e distribuir. Mas, de vez em quando, aparece algum artista que é capaz de voltar a dar de um modo nunca antes enunciado, criando de facto algo de novo. É o caso de SOPHIE e do seu primeiro álbum, «Oil of Every Pearl's Un-Insides».

Este disco tem todos os ingredientes da synthpop e R&B que habita o mainstream, mas surpreende porque evita facilidades e é rasgado por um olhar estético que nunca permite que nos sintamos em território previamente experimentado. Um arrojo que enche cada canção de um borbulhar sintético, já descrito como latex-pop, que mais do que soar irreal parece assumir um surrealismo digital com traços de pós-modernidade de contornos difíceis de definir.

Ao longo do disco os melhores temas coincidem com o maior risco assumido na gestão caótica dos ritmos e no estilhaçar da fluência melódica, assimilada da cultura DJ e dos novos produtores que abraçam o laptop como administrador de torrentes criativas de alto-débito. E, nesta vertigem de sons, ritmos e vozes que parecem não pertencer a lado nenhum, este é um álbum hiper-cinético, feito de alta-tensão quase permanente, que abre fendas nas conceções pré-existentes do receituário pop, expandindo-lhe, e de que maneira, os limites.

     
     
www.rum.pt www.sensoria.pt