A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | 0-9
Disco    
   

Grupo: Nest, the
Título: 1977
Ano: 2018
Editora: Altin Village and Mine
Formato: Digital

Olhando a capa de «1977» somos transportados para o modernismo dos tempos da fundação da escola bauhaus, com a sua economia de linhas e de cores. E a música que se ouve neste novo disco do quarteto alemão The Nest parece querer seguir essa mesma orientação.

Com dois álbuns editados anteriormente, os The Nest exploram neste álbum um certo minimalismo formal, de estrutura repetitiva, que parece desenhar horizontes retilíneos, mas fugindo ao mecanicismo kraut, ainda que lhe mantenha alguns traços, principalmente os pintados em tom de negro. Aqui a música não vive de ritmos em compulsão mas sim da distensão do tempo em modo soundscape, sem pressas, como resquícios do tempo que Christoph Closer dedicou ao seu outro projeto, Bohren & der Club of Gore.

Tudo em «1977» é acolhedor, ainda que melancólico e quase estroboscópico-lento, com fotogramas separados por largos intervalos e iluminados subita e intensamente, entre sons electro-acústicos e uma electrónica mimética contida na sua expansão subtil de sonoridades em levitação, produzidas por distantes saxofones e pinceladas esparsas de sintetizador.

Um disco com uma linguagem muito própria, quase neurótica, que exige método na exploração, mas cuja audição é muito compensadora pela carga poética que em si contém e por nos convidar continuamente a aderir à sua bela estranheza.

     
   
Artistas / grupos relacionados   - Bohren & Der Club Of Gore
- Oliver Twist, the
     
www.rum.pt www.sensoria.pt